Monthly Archives: Janeiro 2012

Renova-te como a Águia!

“ Quando a águia atinge uma determinada idade por volta dos trinta e cinco anos ela resolve ir para uma alta montanha que lá habitará protegida cerca de cento e cinquenta dias, numa busca por renovação.

Com o passar do tempo as suas unhas tornaram-se curvas, finas e cumpridas, não permitindo que ela agarre com firmeza as presas das quais se alimenta. O seu bico alongado e pontiagudo curva-se de tal modo que se torna praticamente impossível rasgar os alimentos.

Quando chega a esta etapa da vida a águia tem duas opções a tomar:

1-Resignar-se com a situação que se apresenta e aceitar assim, a morte.

2-Enfrentar o doloroso processo de renovação que irá durar os cento e cinquenta dias.

 Se decidir voar para a montanha mais alta que encontrar, a águia passa a bater seu bico contra as rochas a ponto de o esmigalhar, e que após este doloroso processo espera pacientemente que ele cresça novamente. Quando isso acontecer ela arrancará todas as suas penas envelhecidas e inflexibilizadas pelo tempo, na espera que novas penas emplumadas, leves e flexíveis e poder recuperar a leveza nos voos. Quando suas novas unhas nascerem, então a águia continuará o seu processo atirando-se do alto da montanha para desatrofiar seus membros que estavam parados, como se esse voo fosse o primeiro de sua vida.

Nesse momento a águia percebe que tudo o que fez foi necessário para pudesse viver mais trinta e cinco anos, uma vida totalmente renovada.”

 Águias e nós homens, somos muito parecidos, pois, em certo momento da vida precisamos de nos resguardar por algum tempo, decisão para aqueles que tiverem coragem e decidam viver o processo de renovação.

Quebrar o bico significa se colocar em silêncio ao ponto de não ouvir a própria voz. Arrancar as penas velhas e engorduradas significa livrar-se de uma roupagem formada por conceitos pré-determinados que formam uma carapaça impermeável impedindo que as plumas da interioridade possam fazer flutuar o desejo  de superação. Ter as unhas arrancadas por determinado tempo nos ensina que não podemos ter tudo o que queremos o tempo todo, e que se não se tem acesso a algo, isso nos revela que não somos deuses, mas simplesmente homens, águias, entes.

Quando passamos por este processo de renovação em que identificamos as nossas limitações e que precisamos arrancar aquilo que nos impede de crescer como pessoas, encontramos as respostas que reconstruirão as possibilidades de lançar voos que nos façam voltar a viver com toda a amplidão de uma visão do alto, como uma águia.

Fonte: Recebido por Email

Quando chegar a hora, Renova-te como a Águia!

   +

Tem um dia Fantástico. Diverte-te!

Ver o mesmo, interpretar de forma diferente

“Um dia um pai de uma família rica levou o seu filho a viajar ao interior com o firme propósito de mostrar quanto as pessoas podem ser pobres.

Eles passaram um dia e uma noite na casa de uma família muito pobre.

Quando regressaram da viagem o pai perguntou ao filho:

– Como foi a viagem?

– Muito boa, Pai

– Viste como as pessoas podem ser? – Perguntou o pai.

– Sim.

– E o que aprendeste? – Perguntou o pai.

O filho respondeu:

– Eu vi que nós temos um cão em casa, e eles têm quatro. Nós temos uma piscina que vai até ao meio do jardim; eles têm um rio que não tem fim. Nós temos uma varanda coberta e iluminada com luz, eles têm as estrelas e a lua. O nosso quintal vai até o portão de entrada, eles têm uma floresta inteira.

Quando o pequeno garoto acabou de responder, seu pai ficou pasmado.

O filho acrescentou:

– Obrigado pai, por me teres mostrado como nós somos “pobres” !”

Fonte: Recebido pro email. Autor desconhecido.

Tudo o que temos depende da maneira como olhamos para as coisas.Se tens amigos, família, saúde, alegria e atitudes positivas perante a vida, tu tens tudo tudo!  Mas quando somos “pobres de espírito”, não temos nada!

 Pensem na frase de W. Shakespeare:

 “Sofremos demasiado pelo pouco que nos falta e alegramo-nos pouco pelo muito que temos.”

Começa hoje mesmo por dar valor a tudo o que tens, em vez de lamentares o que ainda não tens, a seu tempo alcançarás muitas das coisas que desejas!

+

Tem um dia Fantástico. Diverte-te!

Larga a “ banana”, muda de estratégia!

“Nalgumas tribos africanas utilizam um engenhoso método para capturar macacos. Como estes são muito espertos e saltam para os galhos mais altos das árvores, os nativos desenvolveram o seguinte sistema:

Pegam numa vasilha feita com uma cabaça de boca estreita e colocam dentro dela uma banana.

De seguida, amarram-na ao tronco de uma árvore frequentada por macacos, afastam-se e esperam.

Depois, um macaco curioso desce, olha para a vasilha e vê a banana. Enfia sua mão, apanha a fruta, mas como a boca do recipiente é muito estreita, ele não consegue retirar a banana.

Surge um dilema: Se largar a banana, a mão sai e ele pode ir embora livremente, caso contrário, continua preso na armadilha. Depois de algum tempo, os nativos voltam e, tranquilamente, capturam os macacos que teimosamente se recusam a largar as bananas.

O final é um pouco trágico, pois os macacos são capturados para servirem de alimento.

Deves achar inacreditável o grau de estupidez dos macacos, não é? Afinal, basta largar a banana e ficar livre do destino de ir para a panela. Fácil demais.

O detalhe deve estar na importância exagerada que o macaco atribui à banana. Ela já está ali, na sua mão, parece ser uma insanidade largá-la.”

 Fonte: Recebido por email.

Essa história reflete o que muitas vezes fazemos, exatamente como os macacos.

Já conheceste alguém que está totalmente insatisfeito com o emprego, mas insiste em permanecer mesmo sabendo que pode estar a alimentar um pesadelo? Ou alguém que trabalha mas não está satisfeito com o que faz, e mas permanece pelo dinheiro? Ou casais com relacionamentos completamente deteriorados que permanecem a sofrer, sem amor e compreensão? Ou pessoas infelizes por causa do passado, e que adiam uma mudança na vida que traga de volta a alegria de viver?

 A vida é preciosa demais para trocarmos por uma “banana”, que apesar de estar na nossa mão, pode levar-nos direto à “panela”.

Está na hora de pensares em mudar, fazer as coisas de forma diferente, mudando a estratégia e os caminhos que conheces.

+

Tem um dia Fantástico. Diverte-te!

 

“As escolas matam a criatividade” afirma Ken Robinson

Vale a pena ver este discurso de Ken Robinson, um Guru que já  elaborou para o ex-primeiro-ministro inglês Tony Blair relatórios de estratégias sobre criatividade e educação!

Excertos:

 “…As escolas estão obcecadas em colocar os alunos na universidade…”

“ … se não estivermos preparados para errar, nunca conseguiremos nada de original….a ,maior parte das crianças já perdeu essa capacidade…  ficam com receio de errar….É assim que gerimos as nossas empresas…!

+

Tem um dia Fantástico. Diverte-te!

Como são as tuas crenças. Limitadoras ou proactivas?

“ Estavam duas crianças a patinar em cima de um lago congelado. Era uma tarde nublada e fria e as crianças brincavam sem preocupação. De repente, o gelo quebrou-se e uma das crianças caiu à água. A outra criança vendo que seu amigo se afogava debaixo do gelo, pegou numa pedra e começou a golpear com todas as suas forças conseguindo quebrá-lo e salvar o seu amigo.

Quando os bombeiros chegaram e viram o que havia acontecido perguntaram ao menino:

– Como conseguiste fazer isso? É impossível que tenhas quebrado o gelo com essa pedra com umas mãos tão pequenas!

Nesse instante apareceu um ancião e disse:

– Eu sei como ele conseguiu.

Todos perguntaram: Como?

O ancião respondeu: – Não havia ninguém perto dele a dizer-lhe que ele não seria capaz!

Fonte: Recebido por email.

Esta história, reflete em muito a forma de atuar de uma maioria na sociedade em que vivemos,  desde que começamos a crescer, que somos repetidamente informados que não somos capazes, que não vamos conseguir, que estamos a sonhar muito alto, …. Muitas vezes já quando adultos, continuamos a ouvir as mesmas frases limitadoras, quer seja dos nossos amigos, familiares ou colegas de trabalho.

Com estas informações fornecidas de forma repetida, muitas pessoas acabam por desenvolver crenças limitadoras negativas, não encontrando, quando é necessário,  força suficiente para acreditar que são capazes de atingir metas e objetivos.

Resumidamente:

Uma pessoa desenvolve ao longo de sua vida,  crenças.

Estas podem ser passivas, proactivas ou reativas:

– Passivas que faz sentir-se limitada, inferior, incapaz, insegura, ….

“Eu não consigo fazer nada bem!”

– Reativas que faz sentir-se falsamente superior aos outros, arrogante, …..

“Eu tenho de mostrar que sou capaz!”

– Proactivas que faz sentir-se igual a todos, com limitações, mas com capacidade de transformá-las em oportunidades de crescimento interior.

“Eu sou capaz!”

 A partir de hoje, não deixes que te digam que não és capaz, e não faças o mesmo com os outros. Acredita em ti e no teu potencial! Desenvolve crenças proactivas!

Pensa nas crenças proactivas que queres desenvolver, escreve-as num papel, e faz um plano para internalizar em ti essa nova crença, até que ela se torne automática!

   +

Tem um dia Fantástico. Diverte-te!

Torna-te líder no que fazes !

Numa grande empresa trabalhava o António, um funcionário sério, cumpridor de suas obrigações e, por isso mesmo, já com mais de 20 anos de casa.
Um belo dia, António vai ter com o presidente da empresa para fazer uma reclamação:

– Trabalho nesta empresa à 20 anos com toda a dedicação, e agora me sinto – me injustiçado.  O João, que está connosco há três anos, esta a ganhar mais que eu.

O Presidente fingiu não ouvi-lo e, e cumprimentando-o, disse:

Foi bom vires aqui. Tenho um problema para resolver e poderá s ajudar-me. Quero dar ao nosso pessoal uma sobremesa para o almoço de hoje. Ali no mercado há uma barraca de frutas. Vai até lá e verifica se tem abacaxi.

António, sem entender, saiu da sala e foi cumprir a missão a ele designada. Passados cinco minutos estava de volta.

Como foi? – Disse o presidente.

– Verifiquei como o senhor mandou e a barraca tem abacaxi, disse António.

– E quanto custa cada? – Perguntou o Presidente.

– Isso eu não perguntei! – Respondeu António.

– Eles têm quantidade suficiente para todos os funcionários? – Perguntou o Presidente.

– Não sei. – Respondeu António.

– Muito bem, António, sente-se ali naquela cadeira e aguarde um pouco. Agarrou no telefone e mandou chamar o João. Quando João entrou na sala o Presidente foi logo dizendo:

– João, quero dar ao nosso pessoal uma sobremesa ao almoço hoje. Ali no mercado há uma barraca de frutas. Vai até lá e verifica se tem abacaxi.

Depois de oito minutos o João estava de volta.

– E então, João? – Perguntou o Presidente.

– Tem abacaxi, sim. Tem quantidade suficiente para todo o pessoal e se o senhor quiser eles também têm laranjas e bananas.

– E o preço? – Perguntou o Presidente.

– Bom o abacaxi eles estão a vender por 3,00€ o quilo, a banana a 2,00€ o quilo e as laranjas a 1,00€ o quilo. Mas como eu disse que a quantidade era grande eles fizeram um desconto de 20%, ainda prepararam a fruta e ainda entregam aqui. Deixei reservado o abacaxi. Caso o senhor resolva, eu confirmo.

Agradecendo a João pelas informações o Presidente dispensou-o e voltou-se para o António na cadeira ao lado e perguntou-lhe:

– Tu perguntaste alguma coisa quando entraste na minha sala hoje. O que era mesmo?

– Nada, Presidente! – Respondeu António.

Fonte: Recebido por email.


Qualquer pessoa se pode destacar, independentemente da tarefa ou cargo que desempenha. Devemos procurar ser líderes naquilo que fazemos, e servir de inspiração para outros.

Lembra-te sempre podes e deves fazer mais do que te pedem. Torna-te um líder!

Não te esqueças que “ A antiguidade não é um posto!”

  +

Tem um dia Fantástico. Diverte-te!

Sabes qual o parafuso a apertar?

“Havia um especialista que foi chamado para arranjar um computador muito grande e extremamente complexo. Depois de todos na empresa terem tentado arranjá-lo em vão. Um computador de 12 milhões de dólares.

Sentado na frente do monitor, apertou umas quantas teclas, balançou a cabeça, murmurou algo para ele mesmo e apagou o equipamento.

Pegou uma pequena chave de fenda do bolso e deu uma volta e meia em um minúsculo parafuso.

Então, ligou o computador e comprovou que funcionava perfeitamente.

O presidente da empresa se mostrou surpreso e satisfeito. E se ofereceu para pagar o serviço à vista.

– Quanto te devo? – Perguntou.

– São mil dólares pelo serviço.

– Mil dólares? Mil dólares por alguns minutos de trabalho? Mil dólares só para apertar um simples parafuso? Eu sei que meu computador vale 12 milhões de dólares, mas mil dólares é muito dinheiro. Pagarei somente se me mandares uma fatura detalhada que justifique o valor.

O especialista confirmou com a cabeça e foi embora…

Na manhã seguinte o presidente recebeu a fatura, a leu com cuidado, balançou a cabeça e a pagou imediatamente.

Descrição da fatura: :

Apertar um parafuso ………………………………..     1 dólar

Saber qual parafuso apertar…………………………. 999 dólares.”

Julgar o valor de uma atividade simplesmente pelo tempo que se demora em realizá-la, é um grave erro, que se comete muitas vezes.

Para realizar uma tarefa com eficiência e eficácia, é necessária uma preparação anterior, por vezes milhares de horas de estudo e experimentação, para que na altura em que for necessário, estejas preparado para dar a resposta certa.

O conhecimento sempre foi a maior riqueza, o maior bem, que o ser humano pode possuir!

Investe na tua formação, em, adquirir novos conhecimentos e competências, para que possas com rapidez dar resposta às solicitações que te são feitas. Mesmo que nem sempre seja feita uma avaliação justa, em termos de tempo/valor, deves fazer essa avaliação a ti mesmo, sentires-te recompensado por saber “ qual o parafuso apertar”!

+

Tem um dia fantástico. Diverte-te!

100º Graus a Agua ferve a 99º não! Sucesso tão perto

Cheguei ao artigo nº 100, e gostava de vos falar dos 100 Graus!

Tanto nos negócios, como na vida pessoal, por vezes uma inexpressiva dose extra de esforço que é o que separa o bom do excecional! O sucesso do insucesso!

Isto tem a ver com o conceito dos 100 Graus.

Este conceito é fantástico e deve ser sempre tido em conta, para ter sucesso na vida.

Podes ser:

100 Graus Amizade

100 Graus Atitude,

100 Graus Liderança,

100 Graus Qualidade

100 Graus Operário

100 Graus Diretor

100 Graus Pai

100 Graus Filho

100 Graus …..

O conceito 100° é aquele que evidencia que a água a 99° está muito quente, quase a ferver. Mas, não está ferver. Com um grau a mais ela ferve, é este um grau a mais que faz toda a diferença, ao ferver a água gera vapor e o vapor pode mover uma caldeira e movimentar grandes locomotivas e navios. A verdade é que a 99° nada disso seria possível.

O mesmo se passa com a tua vida, tens de procurar atingir aquele “grau” extra, que ponha a tua vida pessoal e profissional a andar, tal como a locomotiva. Muitas vezes olhamos para os 99º e já estamos muito quentes, e ficamos confortáveis, não lutamos para chegar à fervura.

Seja na vida pessoal ou profissional, se não atingires esse ponto, não poderás alcançar o sucesso.

Pensa no seguinte exemplo, a nível profissional:

Imagina que és vendedor de um determinado produto, podes ficar muito próximo de quem fechou o negócio, estavas mesmo a 99º, mas o teu principal concorrente atingiu os 100º, e fechou o negócio. Só o primeiro, aquele que deu o grau extra, ganhará, não existe nada para o segundo classificado, por mais próximo que fique do primeiro!

Não deixes de ver o video abaixo!

 +

Tem um dia Fantástico. Diverte-te!

Tudo na vida tem dois lados

“O marido estava em coma há alguns dias, e sua esposa, como sempre, ao seu lado. Certo dia, subitamente ele desperta do coma, olha ao redor, não entende muito bem o que está acontecendo, mas logo percebe que sua esposa está ao seu lado.

Ele então faz um sinal para que ela se aproxime e sussurra:

– O que aconteceu?

– Querido, você sofreu uma paragem cardíaca, mas os médicos dizem que você vai ficar bem. Não se preocupe, eu vou ficar bem aqui ao seu lado – respondeu a esposa

O marido então voltou seus olhos para teto do quarto por alguns segundos, e novamente sinalizou para que a esposa se aproximasse, e sussurrou:

– Você está sempre ao meu lado. Quando eu sofri o acidente de carro você estava comigo. Quando a minha empresa faliu, você estava ao meu lado. Quando perdemos tudo, inclusive a nossa casa, você estava perto de mim. E desde que fiquei com todos estes problemas de saúde, você nunca me abandonou. Preciso lhe dizer algo que nunca antes mencionei, posso?

Neste momento, com os olhos cheios de lágrimas e um nó na garganta, a esposa carinhosamente responde:– Claro meu amor, diga o que quiser.

Você me dá muito azar!”

Fonte: recebido por email.

Esta história serve para que possas refletir e perceber que tudo na vida tem dois lados. Tudo depende da forma como encaras cada situação com que te deparas.

 As pessoas que obtém sucesso procuram sempre o lado positivo das situações procurando aprender com elas, as outras fazem exatamente o contrário.

 Não te esqueças do que disse Winston Churchill “O pessimista vê dificuldade em cada oportunidade; o otimista vê oportunidade em cada dificuldade.”

 +

Tem um dia Fantástico. Diverte-te!

Perante a adversidade, responde com criatividade !

A verdadeira medida de um homem não é como ele se comporta em momentos de conforto e conveniência, mas como ele se mantém em tempos de controvérsia e desafio. (Martin Luther King)

“Todos os anos maior prazer que um Velho Senhor tinha, no final do Inverno, era cavar o seu terreno à volta de casa, para plantar as flores mais bonitas da sua aldeia. Para isso contava com a ajuda do seu filho. Um dia quando já estava mais velho, e já um pouco debilitado, o seu filho foi preso, e já não podia contar com a sua ajuda. Telefonou ao filho para a prisão e disse-lhe:

– Filho, este ano já não tenho forças e como não estás, não poderei cavar o terreno, e já não teremos flores.

Responde o Filho: -Pai, não caves o terreno, foi lá que enterrei os corpos!

 No outro dia, às seis horas da manhã apareceu a polícia, máquinas e pessoal com pás, e cavaram o terreno todo.

 O filho telefona ao pai e diz-lhe: – Isto é o máximo que posso fazer por ti!”

 Moral da História:

Há acontecimentos que são inevitáveis, a atual conjuntura é um deles e não o podemos evitar, mas temos de  aprender a lidar com isso.

Lidar com os acontecimentos, significa não nos deixarmos derrotar por eles, temos de ser criativos na tomada de decisões e na forma de atuar. Se possível transformar a força adversa em aliada.

Se estiveres realmente focado naquilo que pretendes atingir, encontrarás uma forma de lá chegar independentemente das adversidades com que te deparares.

 +

Tem um dia Fantástico. Diverte-te!