O que as pessoas de sucesso fazem de maneira diferente ?

Ter sucesso depende em muito da sua atitude. Fica com algumas dicas para alcançar aquilo que acha impossível.

Deixar o sucesso entregue ao acaso não é um erro, é uma grande asneira. Conseguir atingir objetivos requer muito mais do que sorte e, mesmo essa, se constrói. Se nem sempre chega à meta e ainda mais raramente a corta em primeiro, tente mudar de método, é mais fácil do mudar-se a si próprio.

Por que é que você foi tão bem-sucedido a alcançar alguns dos seus objetivos, mas noutros não? Se não sabe, está longe de estar sozinho na sua confusão. Acontece que até as pessoas brilhantes e altamente realizadas não são nada boas no que diz respeito a compreender como é que tiveram sucesso ou fracassaram. A resposta intuitiva — que se nasce predisposto para determinados talentos e sem jeito nenhum para outros — é realmente só uma pequena peça do puzzle. Na realidade, décadas de investigação sobre sucesso sugerem que as pessoas bem-sucedidas alcançam os seus objetivos não só por causa de quem são, mas mais frequentemente devido ao que fazem.

1. Seja específico. Quando definir um objetivo para si, tente ser o mais específico possível. “Perder 2 quilos” é um objetivo melhor do que “perder algum peso,” porque lhe dá uma ideia clara de em que é que consiste o sucesso. Saber exatamente o que quer alcançar mantém-no motivado até chegar lá. Pense também sobre as ações específicas que precisam de ser realizadas para alcançar o seu objetivo. Prometer apenas que “comerá menos” ou “dormirá mais” é demasiado vago — seja claro e preciso. “Irei para a cama às 22h nos dias de semana” não deixa espaço para dúvidas sobre o que precisa de fazer, e se já o fez realmente.

2. Aproveite o momento para seguir os seus objetivos. Dado que a maioria das pessoas está sempre muito ocupada, e a quantidade de objetivos que tenta gerir ao mesmo tempo, não admira que se percam sistematicamente oportunidades de trabalhar para um objetivo porque simplesmente não se repara nelas. Não teve realmente tempo hoje para fazer exercício? Não teve nenhuma hipótese, em qualquer momento, de devolver aquela chamada? Concretizar o seu objetivo significa agarrar estas oportunidades antes que elas escapem por entre os dedos.

Para aproveitar o momento, decida com antecedência onde e quando vai tomar cada medida que deseja. De novo, seja o mais específico possível (por exemplo: “Se for segunda, quarta ou sexta, vou fazer exercício 30 minutos antes de ir para o trabalho.”) Os estudos mostram que este tipo de planeamento ajudará o seu cérebro a detetar e aproveitar a oportunidade quando esta surgir, aumentando as suas hipóteses de sucesso em cerca de 300%.

3. Saiba exatamente quanto lhe falta para conseguir. Atingir qualquer objetivo exige também uma monitorização honesta e regular do seu progresso — se este não for feito por outros, poderá ser feito por você próprio. Se não sabe até que ponto está a ser bem-sucedido, não poderá ajustar o seu comportamento ou estratégias adequadamente. Verifique o seu progresso frequentemente — semanal, ou mesmo diariamente, dependendo do objetivo.

4. Seja um optimista realista. Quando estiver a definir um objetivo, tenha o máximo de pensamento positivo em relação às probabilidades de o atingir. Acreditar na sua capacidade de ser bem-sucedido é extremamente útil para criar e manter a motivação. Mas seja o que for que faça, não subestime o quão difícil será atingir o seu objetivo. A maioria dos objetivos que vale a pena atingir exige tempo, planeamento, esforço e persistência. Os estudos mostram que pensar que as coisas se concretizarão facilmente e sem esforço deixa-o mal preparado para o que terá pela frente, e aumenta significativamente as probabilidades de fracasso.

5. Concentre-se em melhorar, em vez de ser bom. Acreditar que tem a capacidade de alcançar os seus objetivos é importante, mas acreditar que pode obter essa capacidade também. Muitas pessoas creem que a sua inteligência, personalidade e aptidões físicas são fixas — que independentemente do que façam, não melhorarão. Como resultado, concentramo-nos em objetivos que têm a ver com provarmos a nós próprios que somos capazes, em vez de desenvolvermos e adquirirmos novas competências.

Felizmente, décadas de investigação sugerem que a crença na capacidade fixa está completamente errada — as capacidades de todos os tipos são profundamente maleáveis. Assumir o facto de que se pode mudar, permitir-lhe-á fazer melhores escolhas, e alcançar o seu potencial máximo. As pessoas cujos objetivos estão relacionados com melhorar, em vez de serem boas em alguma coisa, encaram as dificuldades com naturalidade, e apreciam tanto a viagem como o destino.

6. Seja perseverante. A perseverança é a vontade de se empenhar em objetivos a longo prazo, e de persistir perante a dificuldade. Os estudos mostram que as pessoas perseverantes adquirem mais qualificações ao longo da vida e têm melhores notas na universidade.

As boas notícias são que se você não é especialmente perseverante agora, há algo que pode fazer em relação a isso. Grande parte das pessoas que não são perseverantes acredita que não têm as capacidades inatas que as pessoas bem-sucedidas têm. Se isto descreve a sua própria maneira de pensar …. bem, não há como dizer isto de uma forma agradável: você está errado. Como mencionei anteriormente, esforço, planeamento, persistência e boas estratégias é o que é realmente necessário para se ser bem-sucedido. Acolher este conhecimento ajudá-lo-á não só a ver-se a si próprio e aos seus objetivos de uma forma mais exata, mas também fará maravilhas pela sua perseverança.

7. Desenvolva o seu músculo da força de vontade. O seu “músculo” de autodomínio é como os outros músculos no seu corpo — quando não o exercita muito, faz com que vá ficando mais fraco ao longo do tempo. Mas quando o coloca a fazer exercício regular dando-lhe bom uso, ficará cada vez mais forte, e mais capaz para o ajudar a concretizar os seus objetivos com êxito.

Para desenvolver força de vontade, assuma um desafio que exija que faça algo que honestamente preferiria não fazer. Deixe de comer lanches com alto teor de gordura, faça 100 flexões por dia, endireite-se quando der por si com o corpo curvado, tente adquirir uma nova competência. Quando der por si a querer ceder, desistir, ou apenas não se importar — não o faça. Começa com uma só atividade, e faça um plano para como lidar com problemas quando estes ocorrerem (“Se tiver desejos de comer algo pouco saudável, comerei uma peça de fruta fresca ou três peças de fruta seca.”) Vai ser difícil no início, mas tornar-se-á mais fácil, e é essa a ideia. À medida que a sua força crescer, poderá assumir mais desafios e aumentar o seu treino de autodomínio.

8. Não abuse da sorte. Independentemente do desenvolvimento que o seu músculo de força de vontade adquiriu, é importante respeitar sempre o facto de este ser limitado, e que se o sobrecarregar ficará temporariamente sem energia. Não tente executar duas tarefas difíceis de uma vez, se conseguir (como deixar de fumar e fazer dieta ao mesmo tempo). E não se coloque no caminho do perigo — muitas pessoas são excessivamente confiantes na sua capacidade de resistir à tentação, e como resultado colocam-se em situações onde as tentações são mais que muitas. As pessoas bem-sucedidas sabem fazer com que alcançar um objetivo não seja mais difícil do que já é.

9. Concentre-se no que vai fazer, e não no que não vai fazer. Quer ter êxito a perder peso, deixar de fumar ou controlar o seu mau-humor? Então, planeie como vai substituir maus hábitos por bons, em vez de se continuar a focar apenas nos maus. A investigação na área de repressão de pensamentos (por exemplo: “Não pense em ursos brancos!”) concluiu que tentar evitar um pensamento faz com que este fique ainda mais ativo na sua mente. E aplica-se o mesmo ao comportamento — ao tentar não participar num mau hábito, os nossos hábitos fortalecem-se em vez de enfraquecerem.

Se quer mudar, pergunte a si próprio o que é que faria em substituição. Por exemplo, se está a tentar ganhar controlo sobre o seu temperamento e deixar de se descontrolar, poderá fazer um plano deste género: “Quando m e começar a sentir zangado, vou respirar fundo três vezes para me acalmar.” Ao utilizar a respiração profunda como substituição a ceder ao seu temperamento, o seu mau hábito desgastar-se-á com o tempo até desaparecer por completo.

Tenho esperança que após ter lido as nove coisas que as pessoas bem-sucedidas fazem de forma diferente, tenha adquirido alguma compreensão sobre todas as coisas que tem estado sempre a fazer bem. Mais importante ainda, espero que seja capaz de identificar os erros que o fizeram descarrilar, e use o conhecimento em seu proveito a partir de agora. Lembre-se, não precisa de se transformar numa pessoa diferente para ser mais bem-sucedida. Nunca tem a ver com o que você é, mas com o que você faz.

Fonte: Dinheiro Vivo

Tem um dia fantástico. Diverte-te!

About Jorge Duarte da Silva

” Mudar o mundo, ajudando cada um individualmente a mudar a forma como o vê! “

Posted on 2012/04/17, in Motivador Pessoal and tagged , , , , , , . Bookmark the permalink. 5 comentários.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: