Também ficas sem “força” e pensas em desistir?

avô_Neta_Força_Motivo_MotivaçãoNa altura da 2ª Guerra Mundial, conta-se que uma família do leste europeu, foi forçada a sair da sua casa quando as tropas inimigas invadiram a aldeia onde viviam. Para fugir aos horrores da guerra, perceberam que sua única hipótese seria atravessar as montanhas e passar para uma cidade do país vizinho.
O grande desafio para esta família é que tinha uma bebê recém-nascido e a pessoa mais velha da família, o avô, que já contava com 78 anos. As tropas continuavam a avançar e se eles não fossem embora,  na direção do País vizinho,  seriam descobertos pelas tropas e todos fatalmente morreriam.
A família iniciou a caminhada e combinaram, para que ninguém ficasse exausto, que o bebê seria carregado por todos os membros do grupo, em sistema de alternância.
Depois de várias horas de subida difícil o avô, a pessoa mais velha, sentou-se no chão e quase em desespero, suplicou:
– Deixem-me para trás. Não vou conseguir. Continuem sozinhos e salvem-se!
– De forma alguma o deixaremos. Você tem de conseguir!
– Não – insistiu. – Deixem-me aqui.
O filho não se deu por vencido. Aproximou-se do pai e com toda a energia, disse-lhe:
– Vamos pai. Precisamos do si. É a sua vez de carregar a bebê!
O avô levantou-se.
– Claro! É a minha vez. Passem-me o bebê!
Ajeitou a menina no colo. Olhou para o seu rostinho inocente e sentiu uma força renovada. Um enorme desejo de ver sua família a salvo, longe da guerra e de qualquer perigo!
– Vamos embora! Disse, com determinação. – Já estou bem. Só precisava descansar um pouco!
O grupo prosseguiu, com o avô segurando a netinha.
Naquele dia, toda a família conseguiu chegar à cidade vizinha do outro país e todos foram salvos.

Fonte: Recebido por Email. Autor desconhecido. ( Descrita no Livro – “Nascidos para Triunfar” do Dr. Adelino Cunha!)

Quantas coisas deixaste de fazer por achar que já não tinhas forças, que já esgotaras todas as possibilidades, por pensar que mais nada havia a fazer?

Na verdade tal como o Avô, nesta metáfora, todos temos esta força extra dentro de nós, por vezes precisamos é de encontrar um MOTIVO bastante forte para se levantarmos e continuarmos a lutar, a caminhar, em AÇÃO. Relê o artigo do Leão que pensava ser uma “ovelha”!

Também para os outros, os teus amigos, familiares, alguém próximo de ti, que está a pensar em desistir, faz como este filho fez ao seu pai, mostra-lhe que existe algo que ele tem de fazer. Muitos precisam apenas de um pequeno estimulo, um pequeno empurrão, um motivo para seguir o caminho até chegar à “meta”!

Artigos relacionados:

O leão que pensava ser uma “ovelha”!

Costumas usar a tua espada mágica?

Sabes como se prende um elefante ?

Também colocas limites a ti próprio?

Tu és mais forte e sei que no fim vais vencer!

+

Tem um dia Potente. Diverte-te! 

 

 

About Jorge Duarte da Silva

” Mudar o mundo, ajudando cada um individualmente a mudar a forma como o vê! “

Posted on 2013/01/15, in Motivador Pessoal and tagged , , , , , , , , , , . Bookmark the permalink. 13 comentários.

  1. No caso de te fraquejarem as forças do corpo, procura a tua força interior, ela dar-te-a o empurrão que precisas para continuar, SEMPRE!
    A nossa maior força, revela-se nos momentos em que pensamos desistir.

    Excelente artigo, Jorge
    Um beijinho,
    Carla Pais

  2. Excelente artigo. Excelente blog. A história pode ser encontrada no livro “Nascidos para Triunfar” do Dr. Adelino Cunha!

    Continue Jorge, precisamos de mais pessoas a pensar dessa forma!
    Forte abraço!

  3. Filinto santos

    Não devemos perder a esperança de alcançar algo………gostei muito

  1. Pingback: Quanto vale uma hora tua? ( Dia do Pai!) | NeuroCrescimento

  2. Pingback: Sabias que existe um oceano a esperar por ti? | NeuroCrescimento

  3. Pingback: Voa mais alto…. | NeuroCrescimento

  4. Pingback: Dia do Pai! Sabes o valor de uma Hora ? | NeuroCrescimento

  5. Pingback: Feliz Dia do Pai! O valor de 1 hora! | NeuroCrescimento

  6. Pingback: Deparas-te com um “terramoto” na tua vida. O que fazer? | NeuroCrescimento

  7. Pingback: A Corrida da Vida (Corredora Cai, mas Levanta-se e ganha! ) | NeuroCrescimento

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: