Somos prisioneiros de uma caverna – “Alegoria da caverna”

cavernaImaginemos todos os muros bem altos separando o mundo externo e uma caverna. Na caverna existe uma fresta por onde passa um feixe de luz exterior. No interior da caverna permanecem seres humanos, que nasceram e cresceram ali. Ficam de costas para a entrada, acorrentados, sem poder mover-se, forçados a olhar somente a parede do fundo da caverna, onde são projetadas sombras de outros homens que, além do muro, mantêm acesa uma fogueira. Pelas paredes da caverna também ecoam os sons que vêm de fora, de modo que os prisioneiros, associando-os, com certa razão, às sombras, pensam ser eles as falas das mesmas. Desse modo, os prisioneiros julgam que essas sombras sejam a realidade. Imagine que um dos prisioneiros consiga se libertar e, aos poucos, vá se movendo e avance na direção do muro e o escale, enfrentando com dificuldade os obstáculos que encontre e saia da caverna, descobrindo não apenas que as sombras eram feitas por homens como eles, e mais além todo o mundo e a natureza. Caso ele decida voltar à caverna para revelar aos seus antigos companheiros a situação extremamente enganosa em que se encontram, correrá, segundo Platão, sérios riscos – desde o simples ser ignorado até, caso consigam, ser agarrado e morto por eles, que o tomarão por louco e inventor de mentiras. A alegoria da caverna, também conhecido como parábola da caverna,mito da caverna ou prisioneiros da caverna, foi escrito pelo filósofo grego Platão e encontra-se na obra intitulada A República (Livro VII). Trata-se da exemplificação de como podemos nos libertar da condição de escuridão que nos aprisiona através da luz da verdade, onde Platão discute sobre teoria do conhecimento, linguagem e educação na formação do Estado ideal.

Fonte: Wikipédia.

O mundo da caverna é o mundo das aparências em que vivemos, as sombras são o que queremos que seja verdade. O mundo que vivemos é o mundo com muita hipocrisia, mentiras, preconceitos, violência, medo, … .As nossas mentes têm sido escravizadas com as imitações que nós queremos da sociedade, confundimos assim a nossa imitação não conseguindo muitas vezes ver a realidade.

Somos prisioneiros de uma caverna que o mundo que nos rodeia nos quer impor!

 “Somos todos prisioneiros, mas alguns de nós estão em celas com janelas, e outros sem.” Khalil Gibran – Verifica bem, existe uma janela certamente!

Artigos Relacionados:

Como são as tuas crenças. Limitadoras ou proactivas? Sabias que existe um oceano a esperar por ti? Achas-te dono da verdade ? Também tens estacas mentais? Também colocas limites a ti próprio? Sabes como se prende um elefante ? + Tem um dia fantástico. Diverte-te!

About Jorge Duarte da Silva

” Mudar o mundo, ajudando cada um individualmente a mudar a forma como o vê! “

Posted on 2014/07/08, in Motivador Pessoal and tagged , , , , , , , , , . Bookmark the permalink. 4 comentários.

  1. Reblogged this on NeuroCrescimento and commented:

    “Somos todos prisioneiros, mas alguns de nós estão em celas com janelas, e outros sem.” Khalil Gibran – Verifica bem, existe uma janela certamente!

  1. Pingback: O medo de perder, tira a vontade de ganhar! | NeuroCrescimento

  2. Pingback: A vida é maravilhosa se não se tem medo dela! | NeuroCrescimento

  3. Pingback: Verdade e Mentira : Qual vencerá? | NeuroCrescimento

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: