8 perguntas para saber se o seu cérebro é feliz

Smiley_Sorriso_Felicidade_EmoçõesTexto publicado em  Observador.pt em 31/7/2015.

Ter um cérebro feliz melhora a sua capacidade de trabalho e vai fazer com que consiga estar mais atento. Mas será que a sua cabeça precisa de mais otimismo? Descubra aqui e veja o vídeo.

Responda a estas oito perguntas e descubra em que estado está o seu cérebro.

É imperativo ser feliz. A saúde do seu cérebro depende disso: se experimentar sensações agradáveis, estimula o cérebro e então tornar-se-á capaz de reagir melhor. Sentir-se-á mais atento, a sua memória ficará melhor, o estado de alerta será mais eficaz e até a produtividade e criatividade vão sair a ganhar.

Mas em que estado está o seu cérebro? O Observador apresenta-lhe as oito perguntas formuladas pela CNN para descobrir se tem uma cabeça feliz. Faça o teste.

Pergunta 1: qual destas imagens mais chamam a sua atenção?

O conjunto de lápis de cor, o gato, os cães a brincar ou o homem.

pergunta 1

Um estudo publicado no Oxford Journal sugere que os cérebros mais felizes dão mais destaque às imagens positivas do que às neutrais ou negativas. Por isso se escolheu os cães ou o gato o seu cérebro é feliz. As pessoas mais felizes concentram-se mais nos aspetos positivos e preferem relativizar a ameaça. As reações às imagens negativas tendem a aumentar estímulos negativos, enquanto as imagens positivas lançam estímulos positivos.

Pergunta 2: qual destas imagens é mais positiva?

Um problema de funcionamento do motor, um acidente de viação, um choque em cadeia ou um despiste.

pergunta 2

Reparou que ninguém está sozinho nestas imagens? De acordo com Rick Hanson, um neuropsicólogo que discursou nas conferências TED, os cérebros felizes tentam encontrar o lado positivo em todas as situações, mesmo que sejam dramáticas. Neste caso, toda a gente conseguiu encontrar ajuda, por isso podia ter sido pior.

Pergunta 3: qual destes aspetos mais contribuiria para a sua felicidade?

Um casamento feliz, o trabalho certo, ser rico ou uma criança.

pergunta 3

A investigadora Sonja Lyubomirsky diz que nenhum deles contribuiu verdadeiramente para a felicidade. Não passam de “mitos da felicidade”, isto é, “mitos que nos fazem crer que a longa felicidade será obtida assim que alcançarmos as marcas culturais do sucesso nos adultos”. Um cérebro feliz quer sair da caixa e consegue procurar outras fontes de felicidade além das comuns.

Pergunta 4: o que pode fazer para ser mais feliz?

Listar as coisas boas do dia, rir muitas vezes, manter relações fortes ou olhar sempre para o lado positivo dos acontecimentos?

pergunta 4

Um cérebro feliz tem de conseguir fazer as quatro tarefas, conta um estudo da Universidade de Harvard citado pela CNN. Se está a precisar de melhorar a sua disposição, enumere as coisas boas que marcaram o seu dia, procure ocasiões para rir, não se canse de criar e manter amigos e, por fim, tente olhar sempre para o lado solar da vida.

Pergunta 5: em que idade é mais provável que seja mais feliz?

Na infância, na adolescência, durante a idade adulta ou quando já estiver na terceira idade.

pergunta 5

É quando já for velhinho que tem mais probabilidade de ser mais feliz, diz um estudo publicado no Journal of Happiness Studies. A maior parte das pessoas sente-se melhor quando chega à terceira idade. Tornamo-nos mais satisfeitos connosco mesmos do que ao entrar na idade adulta. Estes dados são apoiados pelos inquéritos realizados pela Gallup, que sugere que as pessoas mais felizes estão na Europa ocidental.

Pergunta 6: que experiências o farão mais feliz?

Andar de bicicleta, fazer paraquedismo, escalada ou apenas descansar num jardim.

pergunta 6

A forma como apreciamos estas tarefas depende da nossa idade. O estudo publicado no Journal of Consumer Research conta que quanto mais novos somos, mais dispostos estamos a entrar em experiências mais incomuns e extravagantes. À medida que a idade avança preferimos atividades mais pacíficas.

Pergunta 7: que aquisições o fariam mais feliz?

Comprar roupa nova, receber um novo carro, viajar ou jogar jogos de tabuleiros com os amigos.

pergunta 7

Os cérebros felizes preferem viajar e jogar entre amigos ou família, avança um estudo do psicólogo Ryan Howell da Universidade do Estado de São Francisco. Atividades realizadas em conjunto com pessoas com quem mantemos uma relação aumentam a autoestima e tornam-nos mais confiantes. A par destas atividades estão também a aprendizagem da música.

Pergunta 8: qual destas atividades lhe provoca mais bem estar?

Praticar ioga, fazer meditação, correr ou dedicar-se ao voluntariado.

pergunta 8

Nenhuma é indispensável para um cérebro feliz, garante o neurologista Richard Davidson. O estudo realizado pelo médico sugere que a simples atividade de pensar em coisas agradáveis meia hora por dia consegue alterar a saúde do cérebro.

Se o seu cérebro não estiver no seu melhor: não se preocupe! Basta começar a pensar em coisas positivas, em insistir nelas e apreciá-las. Existem várias formas de o conseguir, mas experimente este vídeo. Talvez resulte:

Fonte: Texto publicado em  Observador.pt em 31/7/2015. http://observador.pt/2015/07/31/8-perguntas-para-saber-se-o-seu-cerebro-e-feliz/

About Jorge Duarte da Silva

” Mudar o mundo, ajudando cada um individualmente a mudar a forma como o vê! “

Posted on 2015/08/12, in Motivador Pessoal, Motivador Profissional and tagged , , , , , , , , , , , , . Bookmark the permalink. 2 comentários.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: